mercoledì 8 gennaio 2014

La " Procuradoria Geral da Republica " richiede l'estradizione diPizzolato o il compimento della condanna in Italia


Ficha de Henrique Pizzolato no site da Interpol (Foto: Reprodução)O nome do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato foi incluído na lista de procurados pela Interpol (Foto: Reprodução)
A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pede que a Corte cobre providências do Ministério da Justiça em relação à fuga para Itália de Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil condenado no processo do mensalão. Pizzolato teve prisão decretada na última sexta (15) e está foragido desde então.
O documento foi assinado pela subprocuradora Ela Wiecko porque o procurador-geral, Rodrigo Janot, está em viagem internacional.
No documento encaminhado à Suprema Corte, a PGR recomenda que o governo brasileiro peça a extradição de Pizzolato às autoridades italianas mesmo ele tendo cidadania italiana.
Alternativamente, caso a extradição não seja possível, o Ministério Público quer que a pena de 12 anos e 7 meses imposta a Pizzolato pelo Supremo no processo do mensalão seja cumprida na Itália. Segundo a Procuradoria-Geral, essa possibilidade está prevista em tratados internacionais.
Caso nenhuma das duas alternativas seja possível, a PGR pede que o ex-diretor do Banco do Brasil seja julgado novamente na Itália com base em todas as provas coletadas na ação penal.
A Procuradoria reivindica ainda na peça judicial que o nome de Henrique Pizzolato seja inscrito na divisão vermelha da Interpol, no entanto, essa providência já foi tomada durante o final de semana.

Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/VivereInBrasile/~3/aKB96DWb1mk/la-procuradoria-geral-da-repubblica.html

Nessun commento:

Posta un commento

Ogni opinione espressa in questi commenti è unicamente quella del suo autore, identificato tramite nickname e di cui si assume ogni responsabilità civile, penale e amministrativa derivante dalla pubblicazione del materiale inviato. L'utente, inviando un commento, dichiara e garantisce di tenere INFORMARMY.com manlevato ed indenne da ogni eventuale effetto pregiudizievole e/o azione che dovesse essere promossa da terzi con riferimento al materiale divulgato e/o pubblicato.
INFORMARMY.com modera i commenti non entrando nel merito del contenuto ma solo per evitare la pubblicazione di messaggi volgari, blasfemi, violenti, razzisti, spam, etc.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...